Intercâmbio de 6 meses ou 1 ano: qual o período ideal e expectativas?

Saiba quais os tipos de intercâmbio disponíveis e como escolher o programa ideal de acordo com suas expectativas

Fazer um intercâmbio no exterior é considerado uma das experiências mais enriquecedoras e transformadoras que se pode desfrutar durante a vida. 

Todo o aprendizado, a troca de culturas e o contato com uma nova realidade tem a capacidade de modificar não só o seu modo de pensar, como também agregar valores na sua vida pessoal e profissional. 

Segundo dados coletados pela Belta (Associação de Agências de Intercâmbio no país) a movimentação no setor cresce a cada ano e, no período pré-pandêmico, mais precisamente em 2019, o número estimado de intercambistas chegou a 460 mil. 

Esse indicativo aponta que, cada vez mais jovens e adultos buscam no intercâmbio fora do país a chance de explorar seu potencial e desenvolver competências e habilidades competitivas diante de um mercado de trabalho dinâmico, como é o caso do Brasil.

E, se você, assim como milhares de pessoas, faz parte do time que quer fazer um programa internacional, mas ainda tem dúvidas de como escolher, o conteúdo de hoje vai te ajudar com essa questão. Acompanhe!

Tipos de intercâmbios mais comuns 

O primeiro passo para saber se o intercâmbio é realmente a sua praia, é conhecer quais os tipos de programas disponíveis, bem como suas respectivas durações. 

Esses são fatores cruciais que vão influenciar tanto na sua disponibilidade de tempo, quanto no valor final do programa. 

No entanto, é importante ressaltar que não há um tempo mínimo para uma viagem de intercâmbio, sendo possível adaptá-la de acordo com as suas preferências.

Intercâmbios de até seis meses

Dentre os programas que costumam durar até seis meses, podemos destacar os seguintes cursos:

  • Curso de idiomas: costumam durar de três a seis meses, podendo variar de acordo com a escola de idiomas e o país de destino;
  • High School: destinado a estudantes que desejam cursar parte do ensino médio ou fundamental no exterior, tem normalmente duração de seis meses, podendo variar de acordo com o colégio escolhido;
  • Cursos de universidade: destinados à universitários, também costumam durar até seis meses;
  • Imersão de trabalho: destinado a profissionais de áreas específicas, contemplam um período de 4 meses a 1 ano.

Intercâmbio de um ano ou mais

Destinados à quem procura por uma experiência mais duradoura e imersiva, os intercâmbios de longa duração se dividem em:

  • Universidade completa: o tempo de intercâmbio varia de acordo com o período da graduação ou pós-graduação, com um período superior a um ano;
  • Au Pair: tem duração mínima de doze meses, que podem ser estendidos caso seja solicitado pela família ou pelo estudante.

Qual o melhor para o seu caso? 

homem segurando bandeiras representando a escolha de intercâmbio

Antes de definir qual o tipo de intercâmbio e qual o período ideal para o seu caso, é preciso levar em consideração alguns fatores, como disponibilidade de tempo, dinheiro e, principalmente, objetivos com a viagem.

Se o seu plano é desfrutar de uma experiência mais completa, conhecer o país como um todo, adquirir fluência em um novo idioma, viajar e imergir na cultura local, então o mais indicado é que você passe no mínimo um ano em seu destino. 

Dessa forma será possível aproveitar tudo que o local tem para te oferecer, além de criar laços, desenvolver suas habilidades, com mais tempo para fazer tudo isso. 

Agora, se o seu tempo é limitado e realizar esse tipo de imersão não se encaixa na sua rotina atual, o mais recomendado é que opte por um intercâmbio com até seis meses de duração. 

Vale destacar que, embora seja um tempo menor, não significa que você não viverá experiências tão incríveis quanto se permanecesse por mais tempo, afinal, tudo é questão de ajuste, foco e objetivo.

Como se organizar para fazer um intercâmbio no exterior? 

Após definir qual intercâmbio é o melhor para você, o próximo passo é se organizar financeiramente para tirar esse sonho do papel e torná-lo realidade. 

O ideal é sempre contar com o valor destinado ao programa e um valor extra para emergências, afinal, nunca se sabe quando irá precisar. 

Feito isso, é hora de encontrar uma agência de intercâmbio confiável para intermediar sua viagem com a instituição no exterior. Não se esqueça de investigar a reputação da empresa e avaliar se está de acordo com todas as cláusulas do contrato. 

É nesta etapa também que você deverá decidir o país para o qual deseja ir. Pesquise sobre o clima, costumes e cultura para ter certeza que vai se adaptar no novo ambiente sem grandes dificuldades.

Outro processo fundamental é preparar a documentação necessária e garantir o visto de estudante exigido nos casos em que o intercambista vai permanecer no país por mais de seis meses. 

A maioria dos países exige que seja feita a tradução juramentada dos documentos para que tenham validade legal em seu território, portanto, se informe sobre os trâmites legais para não prejudicar seu processo de imigração.

Com passaporte, visto e todos os documentos traduzidos em mãos, é hora de embarcar nessa nova jornada e aproveitar cada segundo do seu intercâmbio, desfrutando de experiências únicas que vão ser enriquecedoras para sua vida pessoal e profissional. 

Conheça o Click Traduções e os diversos serviços de tradução disponíveis! 



Open chat