Intercâmbio na faculdade: como proceder com a burocracia e tradução juramentada de documentos

Entenda quais os tipos de intercâmbio destinados aos universitários e como organizar a tradução juramentada dos documentos

Fazer intercâmbio no exterior enquanto ainda está na faculdade é uma experiência extremamente enriquecedora, que agrega tanto na vida pessoal, quanto no quesito profissional. 

Quem tem a oportunidade de viver por um tempo em um país diferente, aprendendo uma nova cultura e desenvolvendo habilidades e competências, cria um diferencial competitivo que é visto com excelentes olhos por recrutadores e grandes empresas. 

E se você, assim como milhares de estudantes, ainda não sabia que era possível realizar um intercâmbio na faculdade, nós reunimos as principais informações sobre o assunto, bem como todos os trâmites (incluindo a tradução juramentada de alguns documentos). Acompanhe!

Tipos de intercâmbio para universitários

Antes de mais nada, é preciso entender como funciona o intercâmbio para quem ainda está na faculdade. Em linhas gerais, existem diversos programas com diferentes períodos e objetivos, que podem variar de acordo com o curso em que o aluno está matriculado. 

No geral, a maioria dos programas de intercâmbio são focados no desenvolvimento de idiomas, matérias específicas da graduação escolhida, especializações e voluntariado.  

Algumas instituições de ensino oferecem aos alunos esse tipo de experiência, mas também existem agências especializadas que ficam responsáveis por organizar todo o programa e encontrar a melhor opção de acordo com a grade curricular.

Para compreender melhor os tipos de intercâmbio, reunimos a seguir um breve resumo sobre cada modalidade.

Intercâmbio de idiomas

O estudo de idiomas no exterior se aplica a qualquer universitário que tenha o desejo de aprender ou aprimorar seus conhecimentos. 

Normalmente, os cursos oferecidos são de curta duração, o que permite que o intercâmbio seja realizado durante as férias do ano letivo.

Graduação completa ou parcial 

Já o intercâmbio estudantil para graduação completa ou parcial costuma ter um período mais longo de duração, que pode variar entre meses e anos, dependendo da modalidade escolhida. 

Para graduação completa, é necessário estar matriculado integralmente em uma instituição de ensino internacional, o que pode ser feito com a ajuda de uma agência especializada em intercâmbio. 

No caso da graduação parcial, apenas algumas disciplinas são cursadas no exterior e a organização do programa costuma ser de responsabilidade da própria universidade no Brasil.

Especialização 

Destinado a alunos já graduados, os programas de especialização são voltados para aqueles que desejam aprimorar seus conhecimentos específicos na área de estudos. 

Podem ser organizados tanto com agências de intercâmbio, quanto com universidades brasileiras que possuem parceria com instituições internacionais. 

Quais documentos são exigidos nesses programas e quais pedem tradução juramentada?

universitária no aeroporto pronta para seu intercâmbio após regularizar documentos com tradução juramentada.

Se o seu objetivo é realizar qualquer uma das modalidades mencionadas acima, saiba que você vai precisar ter em mãos os seguintes documentos

  • Passaporte válido por no mínimo 6 meses;
  • Carteira de vacinação atualizada;
  • Certificado de matrícula; 
  • Diploma e históricos escolares (para cursos de especialização);
  • Comprovante de seguro saúde;
  • Carta de aceitação da escola;
  • Comprovantes de renda (extratos bancários, Declaração de Imposto de Renda);
  • Visto de estudante;
  • Comprovante das passagens de ida e volta.

Quais deles precisam de tradução juramentada?

Seja para conseguir o visto de estudante, no processo de imigração ou para aceitação na universidade do exterior, a tradução juramentada é indispensável no caso de intercâmbio estudantil. 

Carteira de vacinação, diploma, certificados escolares, carta de aceitação da escola e em alguns casos, até mesmo o passaporte, precisarão ser traduzidos para garantir sua validade legal no país de destino. 

Vale ressaltar que apenas um tradutor juramentado, concursado e dotado de fé pública pode realizar este tipo de tradução, sendo necessário escolher um profissional de confiança para garantir a qualidade do trabalho. 

Como se organizar para fazer um intercâmbio na faculdade?

Se identificou com os programas e quer fazer um intercâmbio estudantil? Então confira nossas dicas para começar a se organizar para tornar este sonho em realidade!

Prepare toda documentação e a tradução juramentada com antecedência

Conforme explicamos anteriormente, para fazer o programa de intercâmbio no exterior você vai precisar de uma série de documentos e, o ideal é consegui-los o quanto antes para evitar surpresas desagradáveis e atrasos nos processos. 

Não se esqueça dos processos burocráticos 

Fique atento aos processos burocráticos para não perder o prazo. Faça a tradução juramentada dos seus documentos com antecedência, bem como a solicitação de visto e demais tarefas. Atualize a carteirinha de vacinação e contrate um bom seguro viagem. 

Se organize financeiramente

O planejamento financeiro também é indispensável para garantir que você consiga se manter enquanto estiver fora. Faça um detalhamento de gastos, contando com imprevistos para não ser pego de surpresa no meio do processo.

Aproveite os momentos e tire o melhor da sua viagem!

Enquanto estiver no exterior, procure extrair o máximo de conhecimento e desfrute de todos os momentos, afinal, as lembranças e experiências vividas ficarão para sempre na sua memória!



Open chat