Vantagens do visto americano J1 em relação ao F1

Entenda as principais diferenças entre os dois tipos de visto e quando cada um pode ser solicitado

Viajar para os Estados Unidos com objetivo de fazer um intercâmbio faz parte dos sonhos de milhares de brasileiros que desejam a oportunidade de viver uma história como as contadas em filmes e novelas. 

No entanto, tirar esse sonho do papel e torná-lo realidade não é tão simples como nas telinhas: existem uma série de processos burocráticos que devem ser realizados antes de enfim, poder desembarcar em solo americano. 

O principal deles é, sem dúvidas, conseguir o visto americano, dado que existem uma série de tipos de visto disponíveis e, caso não seja considerado apto pelas autoridades de imigração americanas, seus planos podem ser temporariamente interrompidos. 

O visto americano para estudantes

Com universidades e escolas renomadas mundialmente, os Estados Unidos são um excelente destino para quem deseja alavancar a carreira e aperfeiçoar os conhecimentos técnicos e específicos de sua área de atuação. 

Contudo, antes de embarcar para finalmente adquirir tais conhecimentos acadêmicos, é preciso passar pela etapa de aprovação do visto, afinal, sem ele, não é possível entrar legalmente em território americano. 

Embora os estudantes tenham certa facilidade em conquistar o documento, é preciso seguir uma série de processos que comprovam que sua estadia tem apenas a finalidade de estudar e que você retornará ao país de destino ao final do curso. 

Além disso, existem dois tipos de visto destinados aos intercambistas, sendo necessário identificar qual o mais indicado para o seu caso e garantir a assertividade da sua solicitação.

O visto J1

Esse tipo de visto é destinado a estudantes, professores e estagiários aprovados para participar dos programas de visitantes de intercâmbio nos EUA.

No caso específico dos estudantes, destinam-se àqueles que vão cursar pós-graduação ou estágio em uma instituição de ensino americana, seja com finalidade educacional ou cultural.

Para solicitá-lo, no entanto, é necessário contar com o auxílio de um patrocinador, que pode ser tanto uma instituição de ensino americana, quanto uma organização designada pelo Departamento de Estado Americano.

Além disso, deve-se cumprir os seguintes requisitos:

  • Ter domínio do idioma ou ter como objetivo o estudo no país para aprimorá-lo;
  • Ter nível de estudo suficiente para estagiar;
  • Conseguir se manter financeiramente no país (sem depender de um trabalho local);
  • Encontrar uma empresa de acolhimento;
  • Assegurar que o patrocinador cumpra os critérios estabelecidos.

Se conseguir comprovar todos os pontos listados acima, o solicitante deverá ainda ser aprovado na entrevista da embaixada dos EUA para seguir adiante com os planos. 

Vale lembrar também que reunir a documentação necessária e pesquisar sobre a tradução de documentos ideal para você, também faz parte do processo de retirada do visto americano e entrada no país de destino. 

O visto F1

Já o visto F1 é recomendado para estudantes que pretendem cursar de forma integral uma universidade ou instituição de ensino superior, seja pública ou privada.

Contudo, nesta categoria de visto, a escola precisa ser aprovada pelo sistema de imigração e ter permissão para processar o I-20, formulário usado pelas instituições acadêmicas americanas que atesta que o indivíduo está apto para estudar nos EUA.

Nestes casos, também é indispensável que o estudante comprove proficiência no inglês através de exames de reconhecimento internacional (TOEFL, IELTS, dentre outros), além da disponibilidade financeira para se manter enquanto estiver no país.

Outro requisito obrigatório é a matrícula na instituição escolhida, que deve ser feita antes mesmo de solicitar o visto americano, uma vez que a documentação precisará ser apresentada ao consulado no dia da entrevista.

Para isso, é necessário conhecer o processo de tradução do visto F-1, para poder dar início a tradução assim que os documentos forem obtidos, agilizando o processo.  

Quais as principais diferenças entre o visto J1 e o F1

A principal diferença entre os tipos de vistos para estudantes está justamente em sua finalidade. 

Enquanto o visto J1 é destinado a estudantes e estrangeiros que contarão com o auxílio de patrocinadores (bolsa de estudos ou programas de incentivos governamentais), o visto F1 serve para aqueles que vão financiar seus estudos de forma independente. 

Além disso, quem possui o visto F1 pode trabalhar legalmente nos EUA, desde que curse graduação ou pós-graduação, enquanto na outra modalidade, só é permitido estagiar nos programas pré-determinados, empregos temporários de verão ou programa de Au Pair.

Qual é o mais indicado para o meu caso?

O tipo de visto a ser solicitado vai depender do programa escolhido, afinal, os dois têm finalidades bem diferentes, como pudemos observar acima. 

Contudo, é importante definir essas questões ainda na etapa de planejamento, pois uma mudança nos planos após a solicitação do visto pode implicar em atrasos no processo e até uma possível negativa por parte dos agentes da imigração. 

Quais documentos solicitados para cada um dos tipos de visto? 

Visto americano J1 sendo carimbado

Além dos documentos pertinentes ao programa de intercâmbio, ambas modalidades de visto americano exigem apresentação de uma série de documentações para conceder o acesso ao seu território:

  • Documentos pessoais: Passaporte válido, Carteira Internacional de Vacinação, Carteira de Motorista, dentre outros;
  • Documentos acadêmicos: Diplomas, históricos escolares, certificados de conclusão de curso, cartas de recomendação e aceitação;
  • Documentos financeiros: Extratos bancários, Imposto de Renda, dentre outros.

É importante destacar que, para serem aceitos nos Estados Unidos, tais documentos deverão passar pela tradução juramentada para que tenham validade legal e sejam aceitos pelas autoridades competentes. 

Esse processo é feito por um profissional especializado, o tradutor juramentado, que além de realizar a transposição das informações de um idioma para o outro, confere ao documento a autenticidade exigida para a situação. 



Open chat