Tradução juramentada de cópia de documento: é possível fazer?

Entenda quais são as regras para tradução de documentos sem suas versões originais e se é possível realizá-la

Solicitar dupla cidadania, mudar-se para o exterior ou até mesmo realizar um intercâmbio. Essas são algumas das situações mais comuns que exigem a solicitação de uma tradução juramentada. 

Responsável por garantir a validade legal dos documentos em território estrangeiro, este tipo de serviço evoluiu ao longo dos anos e, hoje em dia, já é possível inclusive, realizá-lo de forma completamente digital, sem qualquer burocracia ou complicação. 

No entanto, ainda há muitas dúvidas sobre a tradução juramentada, principalmente no que diz respeito à quais documentos podem e devem ser traduzidos, para qual idioma realizar a transposição, dentre outros assuntos relacionados. 

Pensando nisso, trouxemos um conteúdo especial para esclarecer esses e outros questionamentos acerca do tema. Vamos lá?

Como é feita a tradução juramentada? 

Antes de mais nada, é preciso ter ciência de como uma tradução juramentada é realizada. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, não é qualquer profissional que pode realizar este tipo de serviço. 

Na verdade, é necessário contratar um tradutor juramentado – ou tradutor público para cuidar deste assunto. Este profissional precisa ser concursado e habilitado na Junta Comercial do Estado em que atua. 

Ele é quem será responsável por realizar todo processo de tradução dos documentos e, posteriormente, atribuir a validade legal dos mesmos. 

Na Click Traduções, por exemplo, após analisar a demanda e fechar o contrato mediante aprovação do orçamento, os profissionais contam com o auxílio de ferramentas modernas e etapas criteriosas para entregar um resultado de qualidade e seguro. 

Quais documentos podem ser traduzidos? 

Ao programar-se para realizar um intercâmbio ou imigrar para outro país, possivelmente você vai se deparar com a necessidade de realizar a tradução dos seus documentos. 

No entanto, há quem tenha dúvidas de quais documentos são realmente necessários para passar por este processo. Em geral, tudo vai depender das regras estabelecidas pelo país de destino, mas, reunimos a seguir as solicitações mais comuns: 

  • Tradução de documentos pessoais: RG, CPF, Carteira de Habilitação, certidões (de nascimento, casamento, óbito);
  • Tradução de documentos escolares e acadêmicos: Diplomas, certificados, históricos escolares, boletins, atestados etc;
  • Tradução de documentos jurídicos: Sentenças, pedidos de divórcio, processos judiciais, mandados, dentre outros;
  • Tradução de documentos financeiros e administrativos: Contratos, acordos, licitações e afins. 

Vale ressaltar, que a prioridade é para tradução juramentada de documentos originais, uma vez que são os considerados documentos oficiais.

Tradução juramentada de cópias autenticadas

mulher trabalhando com tradução juramentada de cópias de cocumentos

Embora, conforme explicamos anteriormente, a prioridade seja traduzir os documentos originais, também é possível realizar o processo a partir de uma cópia autenticada em cartório, repartição ou por órgãos oficiais. 

É preciso informar ao profissional responsável para que ele então, possa sinalizar na versão final da tradução, que a transposição dos idiomas foi feita a partir de uma cópia autenticada. 

Na teoria, este tipo de tradução deve possuir o mesmo valor legal dos demais documentos traduzidos. Mas, na prática, tudo vai depender das políticas adotadas pelo país em questão. 

Todavia, após realizar a tradução juramentada, é preciso legalizar os documentos diretamente no Consulado, na Embaixada brasileira, ou apostila-lo segundo a Convenção de Haia. Só então será possível saber se os documentos serão ou não aceitos. 

Quais documentos não precisam ser traduzidos? 

Documentos simples ou que requerem assinaturas posteriormente – como por exemplo contratos de trabalho e contratos de serviços no exterior – não devem ser juramentados. 

Isso porque, a tradução juramentada precisa contar apenas com assinatura final do profissional responsável por realizar o processo. Qualquer assinatura feita após o documento já ter sido finalizado, o torna sem qualquer validade legal. 

O mais indicado nestes casos é realizar uma tradução simples, sem autenticação e, se houver necessidade, procurar ajuda de uma empresa especializada depois. 

Como solicitar um orçamento de tradução juramentada? 

Agora que você já sabe como funciona, o passo final é separar todos os documentos que precisarão de uma tradução juramentada e solicitar o seu orçamento. 

Na Click Traduções, em poucos passos você já consegue saber o valor estipulado de acordo com a demanda informada. 

Basta preencher um formulário com seus dados, o tipo de tradução que precisa – se é técnica ou juramentada – e pronto. Em pouco tempo, os valores cobrados, bem como o tempo de entrega é informado sem qualquer burocracia ou complicação. 

Nossos profissionais são altamente qualificados e preparados para atender às suas necessidades com toda qualidade, confiança e segurança que você precisa. Contate-nos aqui!



Open chat