O que a lei estabelece sobre a tradução de certificados?

Saiba quais são as recomendações para traduzir certificados internacionais e diplomas emitidos no exterior

Voltou do intercâmbio no exterior e agora precisa validar seu diploma e certificados dos cursos que fez por lá, mas não tem a mínima ideia de qual o processo recomendado e o que precisa ser feito? 

Saiba que essa situação é mais comum do que você imagina. Isso porque, muitas empresas de turismo e educação internacional só prestam assessoria até determinado ponto, o que nem sempre inclui a parte pós-intercâmbio.

Neste sentido, muitos estudantes se veem perdidos ao retornar para o Brasil, sem saber como tornar válido o documento emitido no exterior para que possa ser aceito por outras universidades e, é claro, pelo mercado de trabalho. 

Pensando nisso, preparamos um conteúdo especial para te explicar tudo o que você precisa saber sobre a tradução de certificados e diplomas do exterior. Continue acompanhando!

O que é a tradução de certificados? 

Para explicar de forma simples e objetiva o que é a tradução de certificados, precisamos inicialmente entender o que de fato são esses documentos e como são vistos perante a lei.

Quando nos referimos a um certificado, estamos falando mais especificamente dos modelos referentes à conclusão de cursos – de ensino ou profissionalizantes – emitidos em língua estrangeira. 

Esse tipo de documento é considerado oficial, uma vez que visa atestar seus conhecimentos e habilidades, além de ser emitido por uma instituição educacional regulamentada por órgãos governamentais competentes. 

Isso significa que, para o caso de certificados internacionais, deve-se recorrer a tradução juramentada para que sejam reconhecidos legalmente e aceitos. 

Trata-se de um processo feito por um profissional especializado e devidamente habilitado para desempenhar tais funções, que tem como objetivo principal fazer a transposição dos idiomas e atestar que os documentos são originais e válidos.

Quando a tradução de certificados é necessária? 

A tradução de certificados e diplomas é fundamental para que os documentos sejam aceitos e reconhecidos legalmente por instituições privadas, órgãos públicos e governamentais e diversas outras situações. 

Portanto, ela é indispensável tanto para quem está indo ao exterior com um diploma ou certificado brasileiro, quanto para quem está retornando ao país com documentos emitidos em território estrangeiro. 

Intercâmbios, trabalhos temporários, cursos de extensão e até a migração permanente para outro país são algumas das situações que exigem que você recorra ao serviço de tradução pública. 

Quais tipos de certificados podem ser traduzidos? 

homem realizando um tipo de tradução de certificados

São inúmeros os certificados que podem (e devem!) ser traduzidos para que tenham validade legal fora do país em que foram expedidos. 

Basicamente, todos os certificados relacionados à graduação, pós-graduação, lato sensu, especialização e cursos relacionados devem passar pela tradução juramentada. 

Igualmente, certificados e diplomas de cursos de idiomas e/ou profissionalizantes também precisam ser traduzidos a fim de ter sua validade legal atestada. 

Contudo, é importante sempre confirmar com o profissional responsável. Um tradutor juramentado com experiência no assunto saberá avaliar a necessidade de executar ou não a tradução para os documentos apresentados.

Como essa tradução é executada? 

Feita por um profissional especializado, concursado e devidamente registrado na Junta Comercial do Estado em que atua, a tradução de diplomas e certificados é feita a partir da apresentação do documento.

O tradutor público – como também é conhecido – avaliará sua demanda e utilizará as ferramentas necessárias para fazer a transposição do conteúdo sem que nenhuma informação se perca ou fique imprecisa. 

O ideal é escolher uma empresa com experiência de mercado, uma vez que essa expertise pode fazer toda diferença no resultado final da sua tradução. 

Outro ponto a ser levado em consideração, são as facilidades oferecidas para esse tipo de serviço. Hoje em dia, já é possível solicitar e contratar um tradutor juramentado de forma 100% digital, sem precisar perder tempo com deslocamento ou burocracias. 

O que a lei determina sobre a tradução de diplomas e certificados?

Embora a tradução de certificado seja parte importante do seu processo de validação do diploma emitido fora do território nacional, a lei estabelece que outros procedimentos sejam cumpridos para que, enfim, o documento esteja válido no Brasil. 

Um dos processos que devem ser cumpridos – este apenas para quem emitiu o diploma em algum dos países que fazem parte da Convenção de Haia – é o apostilamento. 

O procedimento funciona como uma autenticação do diploma e deve ser feito ainda no país em que o curso foi realizado. Só depois é que a tradução juramentada deverá ser realizada. 

Com o apostilamento em mãos, a lei ainda exige que uma instituição de ensino superior brasileira valide seus estudos e avalie se os conhecimentos estão de acordo com um curso equivalente aqui. 

Caso não, a universidade pode sinalizar para que você cumpra o restante da grade curricular para que então consiga o tão desejado diploma. 

Se o processo for aprovado, o requerente deverá arcar com as despesas que envolvem a validação, bem como toda a burocracia de encontrar a universidade para dar o aval e organizar as documentações pertinentes. 

Acesse o site do Click Traduções e solicite sua tradução de documentos agora mesmo!



Open chat